CONHECENDO A FÁBRICA DE PREGNANA

Este ano, sairão da fábrica da FPT Industrial, em Pregnana Milanese, milhares de motores. A fábrica é uma das mais importantes do norte de Itália, não só pela quantidade de unidades produzidas, mas também pela abordagem "tailor-made" para o setor: cada motor é adaptado às mais diversas necessidades dos clientes. A equipe da fábrica de Pregnana está empenhada, sobretudo, na personalização de propulsores, com especial atenção àqueles para usos marítimos e à produção de energia.


Aqui trabalham 116 operários e 31 funcionários administrativos, todos eles sob o comando de Sara Bonacci, a primeira mulher responsável pelo grupo CNH Industrial. Coincidindo com sua chegada à empresa – há alguns meses – foi iniciado o processo de adoção do World Class Manufacturing: um banco de testes exigente para uma fábrica com as características de Pregnana, com volume de produção limitado e uma linha de produtos muito ampla (fabrica motores que vão dos 85 aos 850 cavalos de potência nas várias instalações da empresa, de Turim a Foggia, passando por Bourbon-Lancy) destinados aos mais variados usos. Todas as adaptações passam por um ou dois operários, que executam todas as fases do processo.


A média de idades dos trabalhadores da fábrica de Pregnana ronda os 51 anos, o que torna evidente o nível de experiência, que, aliado à aplicação do conceito WCM, tem trazido melhoras evidentes. Antes, por exemplo, os trabalhadores tinham de procurar pelos materiais que precisavam ou pedi-los aos repositores; hoje, tudo chega até seus postos de trabalho através de cintas transportadoras. Hoje, a fábrica parece mais um ateliê do que a uma instalação industrial, e isso deve-se também ao sistema WCM, que coloca em primeiro plano a limpeza e o conforto dos espaços para os trabalhadores.